| |

Bebê a bordo: Gravida pode praticar ciclismo e corrida?

Você provavelmente já ouviu falar que fazer exercícios durante a gestação é bom tanto para a mamãe quanto para o bebê. Afinal, permanecer fisicamente ativa durante a gravidez pode melhorar a circulação sanguínea, aliviar dores nas costas, melhorar a digestão, o sono, o humor, ajudar a controlar o ganho de peso e ainda melhora a ativação muscular promovendo força e resistência, tudo o que a mamãe precisa para um parto tranquilo e seguro, no entanto, é preciso ter cautela.

De acordo com a fisioterapeuta Raquel Silvério, diretora clínica do Instituto Trata, unidade de Guarulhos, os exercícios que a grávida fará durante a gestação dependem muito do nível de condicionamento, do trimestre da gestação que ela está e principalmente se a gestante se sente bem para praticar. “Se a grávida já era ativa antes da gravidez, tudo fica mais fácil e ela conseguirá continuar suas atividades, mas com moderação. Não tente se exercitar em seu nível anterior, faça o que for mais confortável para você neste momento e sempre respeitando o seu novo ritmo. Já aquelas que estavam paradas, podem começar a se exercitar caminhando, uma atividade segura para esse período. Mas sempre consulte o seu médico” – alerta.

Exercícios físicos durante a gestação são recomendados de maneira geral, pois ajudam a reduzir o risco de diabetes gestacional, parto prematuro, pré-eclâmpsia e a necessidade de uma cesariana prematura.  Mas e no caso dos esportes de alto impacto como a corrida e o ciclismo? Segundo Raquel, correr ou andar de bicicleta durante a gestação é uma escolha individual. “No caso da corrida, o recomendado é que a mulher que não é acostumada a correr não saia por ai correndo sem antes consultar o médico, já aquelas acostumadas às pistas, a priori, caso ao tenham nenhuma contra indicação podem continuar a atividade reduzindo a intensidade do treino e monitorando a freqüência cardíaca. ” – pontua.

[... continue a leitura na Publicação Original]

Publicação original

Para resguardar os direitos autorais da autoria, leia o restante da matéria e acesse os créditos do texto e da imagem/fotografia na publicação original:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *