| | | |

Queda da poluição na pandemia de coronavírus já evitou milhares de mortes

A redução das atividades imposta pela pandemia de novo coronavírus (Sars-CoV-2) apresenta impacto positivo sobre a poluição. Segundo o estudo feito pelo Centro de Pesquisa sobre Energia e Limpeza do Ar (CREA) — instituição independente cujo foco é analisar as relações entre a saúde e poluentes -, cerca de 11 mil mortes já foram evitadas na Europa devido à queda na concentração de sujeira na atmosfera.
O dióxido de nitrogênio (NO2), emitido pela combustão dos motores à explosão, foi o composto que mais apresentou reduções desde o início das quarentenas. Na Europa, seus níveis foram 40% menores em comparação aos do ano passado. Já a concentração de PM 2,5 (outro poluente facilmente inalável) caiu 10%. Os países que registraram maiores índices de redução de mortes associadas à poluição foram a Alemanha (2 083), Reino Unido (1 752), Itália (1 490), França (1 230) e Espanha (1 083).
Substâncias tóxicas como essas fragilizam o sistema cardiorrespiratório e são responsáveis pela morte de ap


Publicação original

Para resguardar os direitos autorais da autoria, leia o restante da matéria e acesse os créditos do texto e da imagem/fotografia na publicação original:

Leia também:

Europeus não querem cidades entupidas de carros nem a poluição pré-pandemia

“Sondagem em 21 cidades de seis países comprova que os cidadãos não querem voltar ao nível de poluição pré-pandemia e planeiam andar mais de bicicleta e em transportes públicos seguros. A pandemia de covid-19 e o confinamento a que obrigou tiveram um profundo impacto na mobilidade e na poluição de ar na Europa. Mas com continue lendo...…

Leia mais

“Como retornar à vida em comunidade no mundo pós-pandemia?”

“Ficar em casa tem provocado, segundo pesquisadores, uma redução nos níveis de poluição, e esse número é maior que as mortes provocadas pelo coronavírus. Imagens dos canais de Veneza sem poluição e de animais voltando a lugares antes ocupados pelos homens correram a internet, provando como nosso modelo de desenvolvimento desenfreado pressiona os recursos naturais do planeta, e como este continue lendo...…

Leia mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *