Gênero

É necessário consolidar a abordagem de gênero nos estudos e práticas a respeito da ciclomobilidade. Há uma compreensão de que, assim como outras relações sociais de poder, as relações de gênero influem diretamente sobre a mobilidade urbana e, consequentemente, sobre o direito à cidade.


GÊNERO NO CICLOATIVISMO

Diversas organizações da sociedade civil que promovem a ciclomobilidade possuem abordagens específicas e estruturas executivas e administrativas dedicadas.

ORGANIZAÇÕES CICLOATIVISTAS COM ABORDAGEM DE GÊNERO

  • UCB – União de Ciclistas do Brasil: possui GT Gênero e paridade de gênero (mínimo de 50% de mulheres) na estrutura executiva e administrativa regulada pelo seu Estatuto
  • Ciclocidade – São Paulo/SP: possui GT Gênero

ORGANIZAÇÕES CICLOATIVISTAS COM BASE EM GÊNERO 

DESTAQUES NO ACERVO

Contribua com o acervo

Insira conteúdo

Pesquise no Observatório

Pesquise

Notícias relacionadas

Desigualdades de gênero, raça e renda marcam uso do transporte no DF

Essas informações constam no estudo “Como anda Brasília“, da Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan), a partir dos dados da última Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílio (PDAD), que retrata os perfis do pedestre e de quem utiliza automóvel próprio ou ônibus para deslocamento. O trabalho está disponível na página do órgão na internet. Segundo a continue lendo...…

Leia mais

Nova rota de cicloturismo vai atrair ciclistas de todo o País e do Mercosul para a região

Um encontro em agosto deste ano marcou a fundação da União dos Municípios do Circuito Paleontológico (UMCP), que pretende criar uma rota de cicloturismo na região a partir de 2021. O trajeto, que deve entrar em funcionamento no segundo semestre do próximo ano, abrange sete municípios em quase 320 quilômetros a serem percorridos em sete continue lendo...…

Leia mais

Cicloativismo: em defesa da sustentabilidade, da autonomia e outras causas

Com a flexibilização do funcionamento do comércio, após momentos mais críticos da pandemia do novo coronavírus, Salvador volta a ser uma cidade com o trânsito caótico ao qual estávamos acostumados. Percorrer poucos quilômetros de carro pode ser um tormento em algumas áreas da cidade. Daí surge o desejo de buscar alternativas para a locomoção, mais continue lendo...…

Leia mais

Equidade de gênero na mobilidade

Na sociedade brasileira, o machismo aparece em várias áreas. Apenas 3% das mulheres no Brasil ocupam cargos de liderança, segundo estudo da Bain & Company. Na política, a representatividade também é mínima: as mulheres ocupam 13% do total das cadeiras do Senado e 15% na Câmara dos Deputados. E no setor de mobilidade urbana a continue lendo...…

Leia mais

“‘As pessoas estão a vir para a rua de bicicleta’ e as mulheres lideram o pelotão”

“A pandemia parou o mundo, mas a sociedade aproxima-se lentamente da meta de um novo normal. A terceira fase de desconfinamento em Portugal começou esta semana e “as pessoas estão a vir para a rua com a bicicleta”. Quem o diz, ao Expresso, é José Manuel Caetano, um homem que tem “a idade do espírito, continue lendo...…

Leia mais

“Estou grávida, posso andar de bicicleta?”

“São muitas as dúvidas do que pode ou não pode durante a gravidez. Quem ama pedalar pode ficar triste com a ideia de fazer uma pausa muito longa. A boa notícia é que em uma gravidez saudável e sem riscos, é possível pedalar praticamente até o parto. Claro que podem ser necessárias algumas adaptações, como continue lendo...…

Leia mais

“Utilizador de bicicleta elétrica é homem, intelectual e de classe média-alta”

“As mulheres estão afastadas da micromobilidade, segundo um estudo conduzido por Marion Lagadic em França, que nos diz que este modelo de negócio ainda é instável e usado esporadicamente, com efeito neutro no ambiente. “O utilizador de bicicletas e scooters elétricas partilhadas é homem, intelectual e com rendimento acima da média”. Este é o perfil-tipo continue lendo...…

Leia mais

“Coletivo de mulheres e LGBTQ+ ganha notoriedade em entregas de bike por SP”

“O discurso de Aline Os destoa da realidade atual das ruas. Em um momento em que direitos de entregadores são suprimidos, quase nulos, a ciclista paulistana vai na direção contrária. Com ideais sólidos, como figura central de um coletivo de mulheres e LGBTQ+, as Señoritas Courier, ela uniu duas causas, transformando-se numa voz ativa, ouvida continue lendo...…

Leia mais

“‘Ninguém solta o guidão de ninguém’: é pela bike que elas querem mudar o mundo”

” Grupo de mulheres se reuniu em Campo Grande para incentivar outras mulheres a andar de bike. A primeira dica de Cintia é sobre a mochila. Essa é a primeira de várias sugestões que Cintia Possas, professora, dá durante a “Cicletada de Las Niñas”. Para ela, usar mochila nas costas é roubada quando se anda de bicicleta. continue lendo...…

Leia mais

“Por que mobilidade urbana também é uma questão de gênero”

” Insegurança e medo de assédio são problemas enfrentados por mulheres que usam o transporte público. Neste podcast, a pesquisadora Amíria Brasil fala sobre como esse assunto se relaciona ao planejamento das cidades Este conteúdo foi produzido pelos autores como trabalho final do Lab 99+Nexo de Jornalismo Digital, com o tema “A cidade como pauta: continue lendo...…

Leia mais
1 2