| | | | |

Pressione sua prefeitura para apresentar projetos cicloviários para a Chamada MDR

O que é a Chamada MDR

A Chamada pública para projetos de mobilidade urbana sustentável é um processo seletivo para governos estaduais e prefeituras municipais (de municípios com mais de 500 mil habitantes) acessarem recursos a fundo perdido para a realização de estudos de pré-viabilidade para  projetos de mobilidade urbana que promovam a sustentabilidade ambiental (redução de poluentes e inclusão social).

 

Quem realiza a Chamada MDR

A Chamada MDR é realizada pelo MDR – Ministério do Desenvolvimento Regional em parceria com o KfW Banco de Desenvolvimento, o BID – Banco Interamericano de Desenvolvimento e o BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social.

 

Por que e como pressionar sua prefeitura para concorrer à Chamada MDR

Os recursos financeiros, sobretudo a fundo perdido, estão cada vez mais escassos e as oportunidades não podem ser perdidas. Os recursos contemplam estudos para a construção de ciclovias, ciclofaixas, bicicletários e outras infraestruturas de mobilidade sustentável. Demandar ações desta natureza para o poder público demonstra conhecimento e articulação por parte da organização demandante e amplia o seu reconhecimento social.

Para pressionar a prefeitura, podem ser realizadas, entre outras, as seguintes ações:

  • Petição formal (através de ofício) e contato direto com gestores públicos da área pertinente, sempre contendo argumentos e dados favoráveis à mobilidade por bicicleta e, se possível, a outras modalidades sustentáveis (mobilidade a pé e transporte público)
  • Comunicação com e busca de apoio de outras organizações de interesse tais como organizações ecologistas e com foco no urbanismo e reforma urbana
  • Divulgação da ação nas redes sociais
  • Envio de release para a imprensa local

 

Como participar da Chamada MDR

Para participar da Chamada, as administrações públicas devem acessar esta página do BNDES.

 

Para saber mais

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *