| | |

Nova rota de cicloturismo vai atrair ciclistas de todo o País e do Mercosul para a região

Um encontro em agosto deste ano marcou a fundação da União dos Municípios do Circuito Paleontológico (UMCP), que pretende criar uma rota de cicloturismo na região a partir de 2021. O trajeto, que deve entrar em funcionamento no segundo semestre do próximo ano, abrange sete municípios em quase 320 quilômetros a serem percorridos em sete dias por ciclistas de todo o País e do Mercosul, em trechos de 30 a 60 quilômetros diários.

O trajeto temático pretende explorar o potencial turístico da região e se chamará Circuito Vale dos Dinossauros. Estão previstas visitas ao Museu Municipal Aristides Carlos Rodrigues, de Candelária, e aos sítios paleontológicos.

[…]

A iniciativa promete uma valorização da cultura e do meio ambiente locais, além do desenvolvimento econômico, com a movimentação em restaurantes, bares, lancherias, hotéis, pousadas, lojas de bicicletas e de suvenires. “O objetivo principal é desenvolver o turismo rural e de aventura na região. Candelária tem um grande potencial e os outros municípios envolvidos também”, explica a presidente da associação, Caren Menezes.

A rota principal inclui Candelária, Cerro Branco, Agudo, Restinga Seca, São João do Polêsine, Dona Francisca e Ibarama, mas há possibilidade de que novos municípios seja adicionados. O caminho vai passar por municípios vizinhos, como Novo Cabrais, Silveira Martins e Passa Sete, e outras opções de trajeto podem incluir Nova Palma e Sobradinho.


Publicação original

Para resguardar os direitos autorais da autoria, leia o restante da matéria e acesse os créditos do texto e da imagem/fotografia na publicação original:

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *