| |

Família de jovem atropelada segue na luta pelos direitos dos ciclistas

Reportagem televisiva. A morte da ciclista e ativista Marina Kohler em São Paulo chamou a atenção do país depois que o atropelador deixou a delegacia pela porta da frente. Neste domingo (15), o motorista foi indiciado por homicídio culposo e por fugir do local sem prestar socorro. O Domingo Espetacular conversou com a família de Marina, que segue na luta da ciclista por direitos no trânsito.


Publicação original

Para resguardar os direitos autorais da autoria, leia o restante da matéria e acesse os créditos do texto e da imagem/fotografia na publicação original:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *