Avanços na política de mobilidade por bicicleta em Campinas: comparação entre os Planos Diretores de 2006 e de 2018

Tipo de material

Artigo

Curso ou área do conhecimento

Habitação e sociedade

Veículo

Hábitat y Sociedad

Tipo de autoria

Pessoa Física

Nome do autor

Pamela Shue Lang Lin, Ana Maria Girotti Sperandio

Língua

Português

Abrangência geográfica

Municipal

País

Brasil

Estado

São Paulo

Município

Campinas

Ano da publicação

2020

Palavra chave 1

Avanços legais

Palavra chave 2

Mobilidade por bicicleta

Palavra chave 3

Plano diretor

Palavra chave 4

Políticas Públicas

Descrição

O crescimento do uso da bicicleta como meio de transporte nos centros urbanos aponta uma alternativa à crise dos meios de deslocamento vigentes. O progresso deste modal resulta em diversos benefícios que atraem continuamente populações e instituições públicas a investir em sua expansão. É necessário, contudo, atentar-se à consistência legal deste processo de desenvolvimento a fim de assegurar plenamente os potenciais que este tem a oferecer. O estudo da evolução dos documentos urbanísticos que determinam a mobilidade urbana são de grande importância para identificar os avanços legais referentes à política de mobilidade por bicicleta. No município de Campinas, Brasil, a comparação entre o Planos Diretores de 2006 e de 2018 permitiu afirmar que existem avanços no reconhecimento político do modal cicloviário como um meio de transporte a ser desenvolvido. Outros documentos legais que tratam do uso da bicicleta para a mobilidade, entretanto, evidenciaram o caráter unicamente técnico destes avanços, o que revelou a necessidade de uma abordagem interdisciplinar que considere suas especificidades e que confira a devida centralidade ao ciclista.

Prezado usuário: em caso de incorreção nas informações deste material do acervo ou em caso de sua exposição contrariar direitos autorais, favor entrar em contato com o Observatório da Bicicleta.